EN ES
Esqueci a minha password

Binómio Rendibilidade-Risco

Um fundo de investimento procura maximizar o rendimento, tendo em atenção o risco que os investidores estão dispostos a assumir. Por uma questão de transparência e informação aos investidores, os fundos de investimento estão divididos em diferentes categorias, de acordo com o tipo de ativos em que aplicam o capital dos participantes, tendo associadas diferentes expectativas de rendibilidade e risco. A rendibilidade de um Fundo não deve ser analisada de forma isolada, dado que uma melhor performance de um Fundo de Investimento tem normalmente associado um elevado nível de risco.
 
Apesar de rendibilidades passadas não constituírem garantia de rendibilidades futuras, este é um  indicador muito usado. Afinal, em termos relativos, se os gestores de uma carteira conseguiram uma boa performance, é razoável admitir que continuem a assegurar uma boa gestão do fundo.
 
Tipos de Risco associados:

Risco de Mercado

Os fundos de investimento estão sujeitos a flutuações dos preços de mercado dos seus respetivos ativos. Esta flutuação de preços pode reunir, por isso, as condições necessárias para que o investidor possa vir a perder parte ou a totalidade do capital investido.  
 
O valor dos instrumentos financeiros em carteira num determinado fundo, pode variar em função de determinados fatores que afetam os mercados de títulos capitais.   
   
Em função da flutuação dos preços de instrumentos financeiros, o valor da unidade de participação de um fundo irá aumentar ou diminuir. 

Risco de Capital

O investimento em fundos não oferece, de forma geral, a garantia de capital. O investidor deverá ter, por isso, em consideração que poderá não recuperar a totalidade do capital investido no momento do resgate.

Risco de Liquidez

Salvo situações específicas, os fundos de investimento abertos comportam sempre a possibilidade de os investidores efetuarem subscrições ou resgates em qualquer momento. Por este motivo, estes produtos apresentam uma elevada liquidez. 
  
Os fundos de investimento fechados apresentam um período estipulado durante o qual os investidores poderão subscrever o instrumento financeiro. No entanto, salvo situações específicas, as unidades de participação só poderão ser resgatadas no momento da liquidação do fundo. O investidor deverá ter, por isso, em consideração o risco de liquidez inerente à impossibilidade de resgate do fundo a qualquer momento. 

Risco Cambial

O risco cambial ocorre pelo facto de os investidores reavaliarem, por norma, o seu património financeiro em Euro (EUR). Por este motivo, quando o investidor subscreve um fundo que está denominado numa diferente moeda, estará assim exposto à variação dessa mesma moeda face ao Euro (EUR). Significa que, se o valor do fundo ficar inalterado e o câmbio da moeda de denominação original face ao EUR variar, o valor da unidade de participação irá ser afetado.

No entanto, deverá ter ainda ter em consideração, que existe igualmente risco cambial em fundos denominados em EUR. Isto porque, as entidades gestoras disponibilizam fundos de investimento denominados em EUR cuja composição da carteira poderá incorporar exposição a outras moedas. São exemplo os fundos de ações norte-americanas denominados em EUR. O valor da unidade de participação do fundo é convertido da moeda de denominação original para EUR todos os dias, ao fixing do dia. No limite, se o valor do fundo ficar inalterado e o câmbio da moeda de denominação original face ao EUR variar, o valor da unidade de participação é afeta