EN ES
Esqueci a minha password

Medidas de Risco Absoluto e Relativo

Volatilidade (Desvio-padrão)

Medida de risco absoluto. Definido geralmente como o desvio padrão do retorno de um ativo. A volatilidade geralmente refere-se à magnitude dos movimentos num ativo específico. Quanto maior forem as variações de preço, maior é a volatilidade (vice-versa). A volatilidade influência significativamente o prémio de uma opção. Quando a volatilidade está elevada, os prémios aumentam (tudo o resto constante). Quando a volatilidade é baixa, os prémios diminuem (tudo o resto constante).

índice de Sharpe

Medida de risco absoluto. Compara a performance dos fundos com a taxa de retorno do ativo sem risco ajustando-a ao risco da carteira do fundo. Este índice não é mais do que o rácio entre o diferencial de retorno do fundo para um ativo sem risco e a volatilidade do fundo. Um valor positivo (desempenho superior ao ativo isento de risco) elevado significa que o gestor conseguiu uma boa combinação retorno-risco. Deve-se sempre optar por fundos com maior índice de Sharpe possível.

Beta

Medida de risco relativo. Mede a sensibilidade do retorno de um fundo a alterações no retorno do índice de referência, ou seja, corresponde à variação da rentabilidade do fundo decorrente da exposição ao mercado quando a sua referência se move 1 unidade. Desta forma permite medir a amplitude dos retornos de um fundo face a um movimento de mercado. Quando superior a 1 indica maior amplitude, quando inferior a 1 menor amplitude. Um beta de 1 pode ser visto como uma indicação de que o fundo apresenta, em termos de volatilidade, o mesmo risco que o Mercado.
 
 

Alfa

Medida de risco relativo. É uma definição complexa. Representa, basicamente, o impacto do gestor no comportamento do fundo. Um alfa positivo é um bom atributo e indica que o gestor está a acrescentar valor. 

Tracking Error

Medida de risco relativo. Mede quanto é que a performance de um fundo se desvia do seu índice de referência. Quanto maior for, mais ativo é o fundo e mais o gestor se irá desviar da composição do índice de referência.

Rácio de Informação

Medida de risco relativo. Mede a rendibilidade gerada por cada unidade de Tracking Error. É a medida de rendibilidade ajustada por risco. Um rácio de informação superior a 0,5 pode ser considerado excecional. Quanto maior for o risco da carteira, mais difícil será conseguir um rácio de informação elevado.  

Matriz de Avaliação do Fundo face a risco/retorno

  Conservador Moderado Dinâmico
Beta Menor que 1 Próximo de 1 Maior que 1
Alfa Alto Alto Alto
Tracking Error  Baixo Médio Alto
Rácio de Informação Alto Alto Alto
Volatibilidade Baixa Média Alta
Índice de Sharpe  Alto Alto Alto